A riqueza dos tons de especiarias, ervas e folhas secas na Cor do Mês do Por A mais B; nós ♥ essa aquarela

000cor_especiarias_post2_ino_fiz_roberto_torretaPor A mais B, Cor do Mês, tons de especiarias: Mix de nuances no look Ion Fiz envolve terrosos em produção ladylike; o marrom com o brilho do couro de Roberto Torreta (Madri, ImageNet)

000cor_especiarias_post1Beth Barra

Inverno em tons terrosos, dourados, avermelhados, cáqui, areia, marrons iluminados ou intensos. As nuances de especiarias e ervas aromáticas são inspiradoras e eleitas como a Cor do Mês do Por A mais B, aliadas a beleza das folhas secas, que remetem a paisagens outonais. Pense na aquarela cromática emergindo do açafrão, mostarda, gengibre, páprica, curry, cravo, canela, noz moscada, anis estrelado, manjerona, as sementes do coentro, cominho, as variedades da pimenta do reino, a pimenta rosa.

É dessa cartela historicamente rica que emergem os looks eleitos na nossa Cor do mês. Uma viagem no tempo que passa pelo Oriente e pelas Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos dos séculos 15 e 16 nas rotas dos europeus em busca de especiarias.

Preciosidades que revolucionaram a história, eram vendidas a preço de ouro, e acabaram alterando o mapa do mundo. Usadas para dar sabor e conservar os alimentos, hoje compradas nos mercados, levaram para a indumentária todos os seus tons.

A aquarela inspirada nas especiarias aparece em produções despojadas de casacos, calças, saias e tricôs, que ganham o requinte de tecidos nobres na alfaiataria. Surge em tons de marrons dourados, esmaecidos ou intensos, em looks sensuais com pontos de brilho e bordados. O vermelho da pimenta acende essa cartela quase neutra, assim como o amarelo vibrante do açafrão em vestidos de festa para noites memoráveis.

000cor_especiaria_post3_moschimoPor A mais B buscou também na coleção de Jeremy Scott para o fall 2018 Moschino os tons de areia e cáquis – que vêm da canela, noz moscada, cardamomo, cominho. Uma passarela repleta de ‘damas coquetes’ com seus trench coats, tailleur, conjuntinhos, parkas e casacos, alguns com fitas que parecem adesivas e o patchwork de leather. Salto alto realçando o contorno das pernas ou botas entrevendo os joelhos. Cabelos presos e volumosos brincando com os anos 60, lenços à Jackie O. em looks tão inspiradores quanto sensuais nas produções em couro mixando marrons a terrosos. (Nas imagens, inverno Moschino – reproduções).

Areia, cáqui, marrons esmaecidos no inverno 2018 Max Mara na coleção de Ian Griffiths, diretor criativo da label, que trabalha o glamour de veludos e alfaiataria. Looks que revelam o requinte de tons únicos ou em jogo de nuances e sobreposições. Produções além de trends e explorando uma cartela requintada e inspiradora.

Embarque nessa viagem da Cor do Mês, que são muitas pela diversidade de nuances das especiarias. Entre todos os tons, as aquarelas de areia e cáqui são as mais versáteis e neutras – sofisticadas e eternas em trench-coats, sobretudos; despojadas e casuais em vestidos, calças, pulls em tricô. Produções monocolor alongam o corpo em silhuetas mais próximas ao corpo, no sexy-chique da saia-lápis e com calçados seguindo o look.

000cor_especiaria_post3a_livroMundo, vasto mundo

Especiarias, tão presentes no cotidiano, têm uma história rica que movimentou reinos e impérios há séculos. As primeiras são de origem vegetal, o que inclui flores, cascas, sementes, raízes de plantas como a canela, cravo, mostarda em grão, açafrão, anis estrelado, pimentas. São utilizadas também na formulação de óleos e cremes pelo aroma e propriedades, como a baunilha. As ervas geralmente vêm da mistura das folhas de diferentes plantas – daí a alquimia de sabores temperando pratos que levam manjericão, oregano ou o cheirinho delicioso do alecrim, que perfuma também a casa em difusores e sprays. Essas misturas ricas, quase todas originárias do Oriente, podem ser tão picantes como o gengibre, atualmente presente em sucos detox e há muito adicionada ao mel para aliviar dores de garganta.

Especiarias e ervas aromáticas – história, botânica e culinária,  De Jean-Marie Pelt – Quer fazer uma passeio pelo tempo e conhecer também lendas envolvendo a especiaria desde a Antiguidade? Esse livro, que tem também edição digital, conta como especiarias, ervas e condimentos acompanham a humanidade e impulsionaram as Grandes Navegações. O autor é biólogo e descreve o uso culinário e farmacológico de várias delas, reúne curiosidades, entre elas, as seis variedades da pimenta do reino. Uma bela edição com 130 ilustrações a traço, originários do século 15 a 19, e índice com os nomes em português, latim e francês de 90 espécies. Mais? Vinte receitas harmonizando as especiarias. A edição nacional inclui um box sobre o Jardim Botânico. Editora Zahar, lançamento de 2003 (é possível achar também em sites online)

#bethbarra
beth.poramaisb@gmail.com
bethbarramoda@gmail.com

Leia MAIS
Moda

Por A mais B, Cor do Mês, tons de especiarias: Inverno 2018 Balmain, por Olivier Rousteing (Reproduções)
« 1 de 16 »