Joulik mixa brilho + handmade, rouba corações fashionistas e mistura básico com glamour

Por A mais B, gente e gente que faz moda: As irmãs Katiúscia e Karen Moraes criaram a Joulik em 2009; trabalho em dueto na grife que tirou o básico do anonimato com brilho e criatividade; agora o dueto quer “internacionalizar a marca” (Divulgação)

Beth Barra

A parceria com a C&A, lançada em maio – uma cápsula com peças ícones da Joulik – foi mais um pedacinho do sucesso das irmãs Karen e Katiúscia Moraes, 34 e 32 anos, ambas formadas em Design de Moda pela Faculdade Santa Marcelina. As meninas da grife que acelera corações e desperta criatividades adormecidas gostam assim: de produções pequenas com muito handmade e do brilho de paetês, lantejoulas, canutilhos, pedras e dos bordados. Eles estão em vestidos, saias, jaquetas, tops, casacos, shorts e camisetas do verão e do inverno. O conceito da marca, criada em 2009, é levar para itens quase básicos um glamour contemporâneo. Daí as coleções com poucas peças que provocam desejos imediatos e podem ser usadas por várias estações; dia ou noite. Depende dos acessórios e do momento de cada pessoa. Esses looks lindos e atemporais, jovens e despojados, ganham modelagens simples e cortes mais retos em contraste com as aplicações. Elas acreditam em estilo próprio e personalização do vestuário -c om os separates das collections, como camisas e t shirts, permitindo combinações variadas. Nascidas em Mogi das Cruzes, a dupla assina a direção de estilo e soma suas visões de moda nas criações da Unik, a linha brilho, e da Basic, com peças lisas, minimalistas e a mesma modelagem perfeita. As inspirações vêm da vida – o avô materno é japonês e já elas olharam a Terra do Sol Nascente em uma collection – mais música, arquitetura, arte, cinema, gente. “Mas como estamos em contato imediato e constante com as clientes fica mais fácil entender o que elas estão mais gostando, e com isso, direcionar melhor os modelos e cores que estamos desenvolvendo”, contam em entrevista ao Por A mais B. Confira!

 

“Arte, música, e arquitetura são sempre referências, todas essas manifestações

de cultura, enchem a nossa cabeça de criatividade”

 

Vocês são graduadas em Desenho de Moda, lançaram a Joulik em 2009. Dá para contar um pouco do antes, do agora e dos projetos (o depois) da marca?
São sete anos de marca, e sempre nos preocupando com uma imagem e identidade; acho que a parceria com a C&A ficou mais claro pra gente que conseguimos obter o resultado desejado, mesmo sendo uma empresa pequena, onde acabamos fazendo quase todos os processos de um business. Os próximos projetos ainda não são concretos, é muita ideia. Mas queremos incluir uma linha de camisetas infantis, dar consultoria, e internacionalizar a Joulik, mas estamos indo aos poucos.

A Joulik foi criada antes de o verbo customizar integrar entrar no vocabulário fashion no Brasil. Levaram o brilho para o cotidiano. É um ponto de partida para as pessoas se vestirem mais livremente?
Como muitas peças bordadas são em bases mais descontraídas, como camiseta de malha, moletom, essa proposta de usar de dia com jeans, ou alguma outra peça neutra, fica ainda mais fácil. Acho que quem usa brilho é segura de sua personalidade, literalmente, não tem medo de brilhar!

A marca investe no up grade criativo de brilho, paetês, bordados, estampas inusitadas, peças com detalhes e acabamento handmade. O tempo de produção das coleções é mais longo?
Nossa, é muito demorado, rs! Os desenhos são elaborados, e é muito complicado achar mão de obra, já que as pessoas acham difícil e muitas desistem no meio do caminho. Por isso, sempre temos que contar com um tempo maior ainda, o do feitio e desses imprevistos!

Qual a proposta da Unik, com peças numeradas e em quantidade limitada? Vocês desenvolvem verão e inverno para a linha?
A linha Unik tem em todas as coleções, e geralmente são as peças com bordados mais complicados e cheios, que o desenvolvimento e o bordado foram bem trabalhosos. São peças muito especiais, a gente brinca que são obras de arte.

Vocês postam no Instagram looks que criam desejo imediato. Essa interação entre marca e consumidoras na rede social também traz inspirações para as coleções?
As inspirações para as coleções acabam vindo da nossa vontade mesmo, do tema. Mas como estamos em contato imediato e constante com as clientes fica mais fácil entender o que elas estão mais gostando, e com isso, direcionar melhor os modelos e cores que estamos desenvolvendo.

Sustentabilidade, comprar menos, usar mais. Como a Joulik encara esses desafios que vêm dos novos consumidores?
A quantidade de peças que a Joulik produz é pequena, conhecemos os fornecedores e são produções bem artesanais. Também nos preocupamos com os tecidos para que a peça dura mais, sendo um melhor investimento. Os bordados também são bem exclusivos, e demoram bastante para serem feitos, são peças difíceis de produzir e não são todas as bordadeiras que têm esse talento, por isso, a gente valoriza cada pessoa que trabalha conosco. Com isso, acreditamos que a cliente sabe que está levando uma peça atemporal e feita com muito carinho e dedicação.

Duas irmãs, uma marca, ambas assinam o estilo. Como funciona essa dupla criativa?
Temos um ano e meio de diferença, a vida toda andando juntas pra lá e pra cá, fizemos a faculdade de moda na mesma sala, ou seja, sempre fomos unidas. Mas na hora de criação, a ideia de uma, soma com a da outra. Temos gostos parecidos, porém visões diferentes, o que para gente é ótimo para obter um resultado melhor do produto.

Cultura, arte, música, arquitetura parecem ser fontes de inspiração para a Joulik – o Japão foi uma delas.
Além do Japão ser riquíssimo em cultura, inspirações, ele também faz parte das nossas raízes, nosso avô materno é japonês, então foi muito especial essa coleção! Mas arte, música, e arquitetura são sempre referências, todas essas manifestações de cultura, enchem a nossa cabeça de criatividade.

 

PIT STOP

Karen_joulik2Karen Moraes

♥ Onde nasceu – Mogi da Cruzes (SP)

♥ Idade – 34 anos

♥ Formação – Graduação em Design de Moda pela Faculdade Santa Marcelina; conclusão em 2004

♥ Brilho é – Se sentir confiante e poderosa.

♥ Look basiquinho que adora – Macacão preto e sapatinho oxford.

♥ Filmes que a arrebataram – Interestelar, O universo no olhar; A origem

♥ Fora o trabalho, você aproveita o tempo para – Fazer receitas naturebas, assistir filmes e séries, salvar referências no pinterest e ir à academia.

♥ Trabalhar e criar em dupla – Juntar ideias e visões diferentes e uma companhia para alegrar os momentos
Viagem inesquecível – Tailândia

 

Katiuscia_joluik1Katiúscia Moraes

♥ Onde nasceu – Mogi das Cruzes (SP)

♥ Idade – 32 anos

♥ Formação – Graduação em Design de Moda pela Faculdade Santa Marcelina; conclusão em 2004

♥ Brilho é – Ter personalidade e bom humor, sempre!

♥ Look basiquinho que adora – Camiseta masculina preta bem detonada, black jeans e bota preta.

♥ Filmes que a arrebataram – O segredo dos seus olhos

♥ Fora o trabalho, você aproveita o tempo para – Ultimamente com a falta de tempo livre, dormir, rs! Mas adoro uma reunião para cozinhar entre amigos!

♥ Trabalhar e criar em dupla – É uma delícia, temos o mesmo gosto, porém visões diferentes. E sempre à noite, é o horário que estamos mais tranquilas e inspiradas!

♥ Viagem inesquecível – Deserto do Atacama

 

joulik_verao_post1Verão ou inverno, brilho e feito à mão, sempre

As coleções da Joulik para a linha Unik são sempre repletas de brilho (Nas imagens looks do último verão). O inverno 2016 das irmãs Karen e Katiúscia Moraes é feito dos paetês, lantejoulas, pedrarias que cobrem jaquetas vestidos, saias, camisetas. Tons profundos de azul, vermelho, mix de cores com preto nos bordados que formam desenhos de plantas, flores e frases ou palavras curtinhas. O lifestyle da grife é bem jovem, mas com peças curingas que podem ir para o closet de mulheres de todas as idades. Especialmente aquelas que gostam de adicionar ao básico jeans + camiseta + salto alto, um casaqueto de modelagem perfeita e nada casual. O básico migra do anonimato para itens desejo com a expertise dos bordados e aplicações conceituais da marca. Na atual temporada, um clima boho discreto e fresh que vem das franjas, especialmente nas jaquetas e casacos. Agora, criar um style mais setentinha fica no desejo de cada pessoa – botas western, em tom único para não brigar o o glamour da produção; uma camiseta básica para um toque menos é mais. De todo jeito, uauuuuuuu é uma definição para as collections, que levam também para o dia peças iluminadas e must have.

#poramaisb – #bethbarra
beth.poramais@gmail.com
bethbarramoda@gmail.com

Leia MAIS
Moda
Gente

Por A mais B, moda: Inverno 2016 Joulik (Divulgação)
« 1 de 7 »