Sinesia Karol, a brasileira que arrebatou as norte-americanas, e as mulheres do mundo, com seu beachwear sofisticado

sinesia_post_abre

Por A mais B, Sinesia Karol: “Aprendi a costurar sozinha. De tanto ver minha mãe Marly costurando e fui pelo mesmo caminho. Gostava de comprar tecidos e fazer minhas próprias roupas, até meu primeiro jogo de cama fui eu quem fiz”

Beth Barra

Sinésia Karol ama maiôs e os modelos que cria para sua grife homônima seguem o conceito de sofisticação, conforto e qualidade – assinatura da marca. Desde Orquidea Collection, a primeira coleção, lançada em 2012 primeiramente em Nova York, e depois no Soho Beach House, em Miami, a designer conquistou as norte-americanas, e as mulheres do mundo, com seu beachwear que valoriza as formas femininas em modelagens perfeitas. Os biquínis ‘in-between’ redefiniram a moda praia nos Estados Unidos com calcinhas nem tão pequenas como as das brasileiras, mas menores do que os cortes tradicionais. Nessa equação criativa entram estampas exclusivas e a expertise no trabalho com tecidos mixados à lycra: “usamos muita seda, chiffon, algodão, malhas francesas e italianas”, conta a designer na entrevista ao Por A mais B. Com uma em Newport (hode Island) e outra em Trancoso, um dos hot points do nosso verão, quer abrir novas stores e vender para multimarcas brasileiras em 2017. “Essa é a nossa meta”, explica ela, que lançou o e-commerce com link de vendas também para o Brasil e homenageia amigas e clientes batizando muitas das peças com os nomes de cada uma. “Sou cheia de sonhos, desejos e determinação”, revela a capixaba que vive em Boston, Massachusetts.

Tão conhecida no Brasil quanto nos EUA, onde chegou aos 19 anos de idade e graduou-se em Psicologia, ela segue encantando com seu lifestyle resort, sempre lançando coleções anuais na Miami Swim Fashion Week – a passarela norte-americana de beachewear que ajuda a definir silhuetas, cortes, cores e estampas à cada estação. Em julho do ano passado, apresentou  Marrakesh, o verão 2017,  com os celebrados maiôs e biquínis, saídas, tops, calças e peças em mood balneário/resort.

Em Boston, onde vive com a família, sua rotina começa às 6h30, quando leva o filho à escola. Antes de chegar ao escritório, por volta das dez horas, malhação e conexões com o mundo: checa emails e o Instagran, lê o Boston Globe. Leva trabalho para casa e também faz o jantar – “é meu hobbyy”. Mais? Silena Karol, há 25 anos nos EUA, confessa que às vezes se sente mais americana do que brasileira. “Tenho hábitos americanos e coração brasileiro”, revela. Ela viaja em média cinco vezes por ano para o Brasil, tem uma casa em Vitória – onde nasceu, e desfrutou nesse mês de janeiro do seu segundo verão em Trancoso.

(*) As fotos  foram enviadas pela assessoria de imprensa da designer Sinesia Karol

 

sinesia_post_loja

Por A mais B, Sinesia Carol: Glamour e despojamento na loja de Newport, em Rhode Sland, a outra loja é em Trancoso, Brasil 

 

“Sou uma pessoa cheia de sonhos, desejos e determinação. Acho que na vida tudo é possível, e que, às vezes, falta coragem às pessoas. E eu sempre fui muito corajosa. O medo de errar faz com que a pessoa não tente fazer coisas que não conhece. Eu sou o contrário. Todos os meus erros me fizeram ser uma pessoa determinada. Sempre falo com os meus filhos para não terem medo de errar, pois é a única maneira de eles poderem crescer e ter sucesso. A vida é um risco e só vence quem se arrisca!”

 

Em seu perfil no e-commerce da grife você conta que sua mãe costumava fazer roupas para você e seus irmãos, o que despertou seu interesse por design. Isso incluiu algum aprendizado em costura ou corte?
Acho que você já nasce com esse dom. Eu aprendi a costurar sozinha. De tanto ver minha mãe Cory costurando e fui pelo mesmo caminho. Gostava de comprar tecidos e fazer minhas próprias roupas, até meu primeiro jogo de cama foi eu quem fiz.

Quando foi lançada a primeira coleção Sinesia Karol com as icônicas estampas de orquídeas?
Lancei minha primeira coleção “Orquidea Collection” em Nova York, em 29 de junho de 2012, no Soho House. Essa coleção foi desenvolvida por mim com ajuda da artista plástica Ana Paula Castro, que contratei para desenvolver as estampas. Em julho de 2012 fiz o meu primeiro desfile com a mesma coleção no Soho Beach House, em Miami, e de lá não parei mais. A participação na Mercedes Benz aconteceu em 2014 com a coleção Element Collection.

Do projeto da grife ao lançamento da marca. Conta um pouco dessa história?
Foi um projeto de dois anos de muito vai e volta, principalmente com a Ana Paula, pois o meu sonho era de criar todas as minhas estampas e foi e está sendo o que faço até hoje. No começo era uma ideia, depois virou sonho até chegar à realidade. Estudei muito o mercado antes de lançar a minha marca.

Como foi o processo de criação da marca e o foco em beachwear e resort?
O processo foi simples. O meu olhar, com a minha experiência e muitos e muitos desenhos até chegar ao que realmente queria. Sempre falo que sou uma pessoa que decide tudo muito rápido e isso ajuda muito. Quando crio eu sei exatamente o que quero. E sendo assim tudo fica muito mais simples. Sempre gostei de beachwear e cresci na praia. Comecei a viajar muito e sempre gostei de resort, por isso criei esse beachwear voltado tanto para o resort.

Biquínis, maiôs e bodies de design contemporâneo, recortes, detalhes, mix de tecidos, estampas. Como você define seu beachewar?
É extremamente sofisticado. Existe uma preocupação muito grande nos materiais usados. Acho superimportante três coisas no meu beachwear: conforto, qualidade e sofisticação.

O lançamento das coleções na semana de Miami dá ainda mais visibilidade à marca?
Participo da semana de moda de Miami desde 2012, quando lancei a minha marca. Acho superimportante, até porque já consegui um público além dos Estados Unidos e do Brasil. Tenho muitas clientes europeias.

Os biquínis sempre invadem as praias, mas os maiôs são requintados e até sensuais. Você tem preferência?
Tenho! Amo maiôs, até porque está em alta, né? rs…

sinesia_post_thais_cleo Tem algum modelo que seja um best seller da Sinesia Karol?
Sim, o Thais e o Cléo. O Thais por ser bem pequeno como as brasileiras gostam. E o Cléo por ser um biquíni todo de macramê, fui a primeira a criar no segmento. Depois várias outras marcam lançaram também. (Nas imagens, os dois hots citados pela estilista)

As brasileiras, especialmente jovens e do litoral, costumam ter coleções de biquínis. Como é o perfil das clientes da grife nos EUA?
Elas também fazem coleção. Minhas clientes são jet setters, então estão sempre indo e voltando de algum lugar.

Quais tecidos, além da lycra, você trabalha?
Usamos muita seda, chiffon, algodão, malhas francesas e italianas.

O que inspira você nas coleções?
Nossa, tudo!!! Tudo eu admiro, minhas viagens são as minhas fontes de inspirações.

Você acompanha as semanas de moda brasileiras e o trabalho dos designers nacionais de beachwear?
Sim e amo! Sou superamiga do Renato Thomaz, da Água de Coco, fui para Londres a convite da Lenny, participei do Love Together com o Amir Slama entre outros.

Há muita diferença entre o gosto das norte-americanas e das brasileiras na moda praia e na modelagem das peças?
No início sim, agora não. As minhas clientes tanto brasileiras quanto americanas têm essa sofisticação que encontram em minhas peças. Quanto à modelagem, geralmente as do Brasil são um pouco menores no bumbum. Não muito para não perder o glamour das peças.

sinesia_post_jennifer_lauraUm modelo de biquíni e um de maiô para usar por muito tempo
O biquíni Jennifer e aquele modelo que você vai usar para sempre é o maiô Laura de uma alça só, superclássico (Nas imagens, as duas peças high lights)

Costumamos levar na bagagem nossas memórias. O que você leva na sua do Brasil?
As pessoas, esse calor humano que só nós, os brasileiros, temos.

O que traz mais saudade do Brasil?
Minha família e meus amigos

Após mais de duas décadas, casada com um norte-americano, você se sente uma cidadã dos dois países?
Mais americana do que brasileira, às vezes. Tenho hábitos americanos e coração brasileiro.

Há quanto tempo foi aberta a loja Sinesia Karol em Trancoso, você sempre passa o verão ou uma parte dele na Bahia?
Foi aberta no final de 2015. Esse é o nosso terceiro verão em Trancoso. E o segundo verão que passo lá, amo!!!

Com o lançamento do e-commerce quais os projetos para a grife no Brasil e em 2017?
Ampliação de mais lojas, são duas nos Estados Unidos, e também vender para multimarcas brasileiras. Essa é a nossa meta para 2017.

 

sinesia_post_ve17a2d
Por A mais B, Sinesia Karol: Looks da coleção Marrakech, verão 2017,  no Miami Swim Fashion Week (Reproduções)

Marrakech, verão 2017 glamour e clima easy chic

Marrakech é o nome da coleção verão 2017 Sinesia Karol, apresentada em julho de 2016 no hotel Setai, passarela construída sobre os jardins japoneses, durante a Miami Swim Fashion Week. Glamour e clima easy chic nas criações da estilista, que se inspirou também na icônica Saint Tropez, o perfume étnico da cidade marroquina e o tempero de suas heranças brasileiras. Ela nasceu em Vitória, que tem oito mil quilômetros de praias e o ‘ao mar’ faz parte de sua biografia. Biquínis, maiôs, bodies no beachwear + swinwear com a sofisticação, glamour e conforto que pontuam a grife. As saídas de praia diáfanas, leves e com movimento são também alguns dos high lights. Estampas florais ultrafemininas e uma aquarela que incluiu tons suaves como o amanhecer entre nudes rosados, delicadas gamas de azul. Peças trabalhadas com recortes, tiras laterais em hot pants, tops ombro a ombro em tecidos primorosos.

Ache um modelo para chamar de seu – www.sinesiakarol.com.br

 

#poramaisb – #bethbarra
beth.poramaisb@gmail.com
bethbarramoda@gmail.com

Leia MAIS
Os maiôs para esportes aquáticos de Sinesia Karol
Moda

Por A mais B, Sinesia Karol: Beachwear sofisticado e mood resort na grife para mulheres do mundo (Fotos: Divulgação)
« 1 de 8 »