Tenista Billie Jean inspira verão 2019 Skazi; perfume 70 em mood contemporâneo

00000_skazi_ve19_mt_post1
Por A mais B no Minas Trend: Croquis do verão 2019 Skazi, coleção assinada por Eduardo Amarante e ispirada na tenista Billie Jean; marca estreia na passarela da 23ª edição do MW com desfile dia 18, às 20 horas

Beth Barra

O verão 2019 Skazi celebra os 25 anos da grife mineira, que abre um novo showroom no Prado, batizado Casa Skazi, e o lançamento da coleção na 22ª edição do Minas Trend. A marca fecha os desfiles de temporada na passarela do dia 18, às 20 horas, e uma exposição e estande conceitual no evento. A tenista californiana Billie Jean foi inspiração para a collection, que apesar de contemporânea traz referências dos 70, uma das décadas mais marcantes na carreira da mulher que revolucionou o tênis também fora das quadras.

Eduardo Amaranto, diretor criativo da grife, disse ao Por A mais B que essa é sua coleção mais autoral para a marca. O verão 2019 da Skazi começou a nascer quando o designer retornou de Londres e trouxe na memória Guerra dos Sexos (Battle of the Sexes, 2017). O longa retrata a batalha entre a tenista e o veterano Bobby Riggs e resgata a histórica luta da atleta pela igualdade dos valores de prêmios nas quadras. Essa mulher forte, que ganhou 129 títulos, ativista feminista e LGBT foi a inspiração do estilista. “A partir desse filme fui criando a coleção, que é contemporânea, mas tem um pouco dos anos 70”, explica.

O perfume setentinha do verão 2019 Skazi tem o viés do resgate histórico do empoderamento feminino que vem de Billie Jean. Eduardo Amaranto trabalhou um mood esporte na coleção, que aparece em peças como o training confeccionado em crepe e os macacões. Inspirações sutis e nada óbvias de roupas usadas nas quadras de tênis + modelos sofisticados, que representam a feminilidade contemporânea da grife. “Essa mulher forte que emerge da coleção é a minha mulher de sempre”, revela o designer, há oito anos assinando o estilo da grife.

As listras, verticais e horizontais, são destaque na estamparia do verão 2019 Skazi, assim como a cartela de cores. “Criei peças bem coloridas, além de tons complementares em blush, azul claro e azul noite, amarelo, preto”, enumera Eduardo Amaranto. A coleção traz looks também em branco, verde, marinho, vermelho, goiaba e a exuberância sofisticada, mas sem excessos, do paetê, algumas vezes recobrindo toda a roupa.

O mood esportivo em modelos com recortes e construções inusitadas traz  sport + sensual; peças cool, aquelas curingas que amamos, a criações elaboradas. O minimalismo, representado pelo cuidado na criação de roupas de uma elegância sem esforço, ou excesso de ornamentos, permeia a coleção do verão 2019 Skazi. Daí o mix & match de shapes retos, assimétricos e tecidos estruturados com looks fluídos e clean.

Entre os materiais, crepe, linho, tricoline, tricô e couro falso ora na releitura dos uniformes de quadras; ora em looks clean; ora em peças sofisticadas. Eduardo Amaranto conta que no desfile do verão Skazi no 22º Minas Trend, dia 18, vai levar à passarela peças com um tecido exclusivo, desenvolvido na Itália, que traz uma nova textura. ‘É quase um nylon com tramas e caimento de crepe”, explicou ao Por A mais B.

O verão 2019 Skazi não ganhou um nome de batismo – “é quase um manifesto”, como explicou Eduardo Amaranto ao Por A mais B. Em Guerra dos Sexos, a figurinista Mary Zophres pesquisou arquivos de moda dos anos 70 e trabalhou muitas cores nas roupas, além do branco. O estilista da Skazi lembra que Billie Jean, feminista e campeã de tênis, foi também uma mulher ligada à moda – no filme, as roupas de competição usadas por ela foram inspiradas em peças autênticas, muitos originais estavam em mãos de colecionadores.

O filme de Jonathan Dayton e Valerie Faris conta um dos momentos marcantes da carreira de Billie Jean King, quando em 1973, aos 29 anos de idade, rebelou-se contra a baixa premiação paga às tenistas. No longa, Billie, interpretada magistralmente por Emma Stone, aceita o desafio do veterano Bobby Riggs (Steve Carell) e o encara em uma partida que deu ao vencedor US$ 100 mil. O longa foi trabalhado com humor, especialmente nas cenas de confronto e diálogo entre os dois opositores, o que facilitou o envolvimento do público com essa história real. Hoje, aos 74 anos, uma das mais guerreiras campeãs das quadras de tênis continua sua batalha contra o sexismo na sociedade e no esporte.

Minas Trend – primavera-verão 2019: De 17 a 20 de abril de 2018, das 10 às 20 horas, e 6ª feira das 10 às 17 horas, no Expominas

#bethbarra – jornalista Beth Barra
beth.poramaisb@gmail.com
bethbarramoda@gmail.com

Leia MAIS
Minas Trend

 

00000_skazi_ve19_mt_post3

Por A mais B: Cenas de Guerra dos Sexos, filme que conta a históriac partida de Billie Jean contra Bobby Riggs, em 1973, que inspirou o verão 2019 Skazi, nas imagens, Emma Stone como a tenista e ativista feminista e a atriz com a própria Billie, hoje com 74 anos (Reproduções)

Categoria: Moda e Acessórios