Nathália Moreno conversa com o Por A mais B sobre sua paixão pelo samba

nathalia_moreno_carnaval

Por A mais B: Princesa do Carnaval de Belo Horizonte e Rainha de Bateria,  Nathália Moreno conversa com o Por A mais B sobre sua paixão pelo samba – Fotografia: Geraldo Fonseca / Estúdio Doc 

Anna Foureaux

Princesa do Carnaval de Belo Horizonte nos anos de 2015 e 2017 e Rainha de Bateria da Escola de Samba Canto da Alvorada em 2016 e 2018, Nathália Moreno, 28 anos, é natural de Contagem. A bailarina e professora de Educação Física faz dança desde os 3 anos de idade, e herdou o gosto pelo samba da relação com os avós.

Nathália também atua em escolas e academias, faz participações e performances em eventos e está continuamente divulgando a cultura popular brasileira através de seus trabalhos, sua imagem e a participação no Grupo Gararás.

Sobre sua paixão verde e branco ela diz que foi acolhida pela escola Canto da Alvorada, fundada em 1979, protagonista do Carnaval em Belo Horizonte. Reconhece a importância do Carnaval e faz votos que esta festa, em 2018, seja de muita paz.

Para os foliões, Nathália explica que o Carnaval da capital mineira é composto por Blocos de Rua, espalhados pela cidade, Blocos Caricatos e Escolas de Samba que desfilam da Avenida Afonso Pena na segunda-feira e na terça-feira respectivamente.

Neste ano a Canto da Alvorada traz como tema a cultura popular brasileira com o Grupo Aruanda e uma das novidades da escola será a presença do Rei de Bateria, Rafael Eduardo, que também foi Rei do Carnaval de Belo Horizonte no ano passado.

Nathália faz mistério em relação à sua fantasia para o desfile de terça-feira de Carnaval, mas deixa uma dica: “Representa um tema folclórico e vem ornando com meu Rei de Bateria”.

Confira um trecho de nossa conversa com a bela Nathália Moreno:

Como foi sua primeira participação no Carnaval de Belo Horizonte?

Pertenço, desde 2008, a um grupo de dança folclórica chamado Guararás. Lá construímos um espetáculo chamado Aquarela onde havia um ato de samba no qual representávamos a bateria de uma escola. Como sempre tive afinidade e contato, com avô pandeirista, eu tinha muita facilidade e fazia o solo. Em 2011 conheci o concurso de Belo Horizonte, em 2012 participei pela primeira vez e desde então faço trabalhos como passista em eventos.

Como você percebe este movimento de revitalização do Carnaval de Belo Horizonte?

Fico muito feliz, acredito que o Carnaval vem crescendo e as pessoas vem acreditando nesta aposta da prefeitura. Eu acho que cada um tem a responsabilidade de cuidar do que é nosso, de fazer uma festa feliz, respeitando os blocos de rua, os blocos caricatos e escolas. Tem Carnaval para todos os gostos e isso é ótimo para as pessoas quererem ficar aqui.

Como você se prepara para o Carnaval?

A preparação tem que ser constante, cuidados com a saúde, alimentação, treino, descanso. Tudo isso para conseguir cumprir a agenda do Carnaval. Além de limpeza de pele, por causa uso de maquiagem, e procedimentos estéticos para uniformizar o tom da pele e fazer a marquinha do biquíni.

O que você diria para os foliões de Belo Horizonte?

O meu desejo é que todo mundo possa brincar o Carnaval, aproveitar com muita segurança, paz, respeito e alegria com toda a hospitalidade do povo mineiro.

#poramaisb – anna.poramaisb@gmail.com 

carnaval_rainha_bateria_bh

Por A mais B: Princesa do Carnaval de Belo Horizonte e Rainha de Bateria,  Nathália Moreno conversa com o Por A mais B sobre sua paixão pelo samba – Fotografia: Arquivo Pessoal

rainha_bateria

Por A mais B: Princesa do Carnaval de Belo Horizonte e Rainha de Bateria,  Nathália Moreno conversa com o Por A mais B sobre sua paixão pelo samba – Fotografia: Arquivo Pessoal

princesa_carnaval_bh

Por A mais B: Princesa do Carnaval de Belo Horizonte e Rainha de Bateria,  Nathália Moreno conversa com o Por A mais B sobre sua paixão pelo samba – Fotografia: Julia Lamari

Categoria: Gente, Usos & Costumes