A arte de René Gruau e suas mulheres lânguidas, refinadas, misteriosas, imortais

Por A mais B celebra René Gruau (04/02/1909 – 31/03/2004): artista nascido na Itália, que aos três anos foi viver em Paris, tornou-se o mais importante nome da ilustração de moda; suas colaborações com a Dior levaram suas imagens a percorrer o mundo (Reprodução)

Beth Barra

René Gruau foi um dos mais talentosos ilustradores de moda do mundo. Pintor e desenhista, ele criou em 1947 o cartaz de lançamento do perfume Miss Dior. Filho de um conde, nasceu na Itália e foi viver na França com a mãe, aos três anos de idade,  após o divórcio dos pais. Por A mais B celebra o artista, nascido em 4 de fevereiro de 1909, em Rimini, batizado como Renato Zavagli Ricciardelli, que em Paris, assumiu o sobrenome de solteira da mãe, Maria Gruau de la Chesnaie, também aristocrática. Em 2014, uma exposição em sua cidade natal, reverenciou os 10 anos de sua morte, em 31 de março de 2004.

Suas ilustrações impressionam pela evocação de glamour, sensualidade e refinamento. Ele criava mulheres lânguidas; ora misteriosas; ora divas, usando contrastes de claro e escuro nos desenhos. Um dos mais conhecidos feitos para a maison Dior ganhou o nome de Isaphan, uma mulher com vestido longuete vermelho, rodeada por cavalheiros de fraque.

Rene Gruau Celebra Detalhe PostEle trabalhou para luxuosas grifes, entre elas, Balmain, Givenchy, Schiaparelli, Jacques Fath,  ,Edward Molyneux, Lavin. Mas a parceria com Christian Dior, o mestre do New Look, continua sendo uma referência de sua arte refinada e se estendeu após a morte do estilista, em 1957, indo até 1990. Antes dos 18 anos, suas ilustrações começaram a ser publicadas por revistas como Vogue, Le Figaro, Elle, Marie-Claire. Em 1960, ilustrou o cartaz de La Dolve Vitta, ganhador do Palma de Ouro do Festival de Cannes.Várias artes inspiravam Rene Gruau, do teatro Kabuki, com suas maquiagens e máscara,s às litrografias de Toulouse Lautrec e suas dançarinas em atmosfera boudoir. Suas pinturas fluidas exalavam sofisticação, ousadia, savoir vivre – o vermelho usado por ele em dezenas de ilustrações tornou-se tão marcnte quanto sua assinatura curvilínea, com a letra maiúscula G e em cima uma pequena estrela. Os trabalhos de René Gruau estão em galerias e museus do mundo, como o Louvre, e também com colecionadores de sua obra magistral. Ao longo da vida, foram mais de 80 mil ilustrações, e um lote delas foi leiloado em outubro de 2014 pela Christie´s.

Para os estilistas, ele costumava criar sobre os esboços apresentados, imprimindo sua técnica e sua estética de arte, elegante, sensual, às vezes frívola e mundana, nunca banal. Usava guache, carvão vegetal, caneta e contrastes de claro e escuro em suas célebres ilustrações – que têm um efeito emocional e parece se inserir no imaginário de quem se debruça sobre seus desenhos. As mulheres que emergiam de seus traços pareciam capazes de todas as fantasias, sublimadas ou desafiantes.

 

 

Um fluido, uma graça. um requinte

 

“L´élégance est un fluide, donc par nature difficile à définir, mais elle est faite de vouloir et de savoir, de grâce, de raffinement, de perfection, de distinction” (René Gruau) – “A elegância é um fluido, tão difícil de definir, por natureza, mas é feito de vontade e conhecimento, graça, requinte, perfeição e distinção”

 

Por A mais B celebra René Gruau (04/02/1909 - 31/03/2004): arte e ilustrações evocam glamour, sensualidade e refinamento (Imagens: Reproduções)
« 1 de 17 »

 

 

Jhon Galliano, haute couture inspirada no artista

Em janeiro de 2011, em um dos últimos desfiles para a Dior, Jhon Galliano celebrou o artista na coleção haute couture. O vermelho deixou um rastro de sedução no Museu Rodin, com a assinatura do eterno enfant terrible da criação francesa, que logo depois deixaria a maison. A coleção, pontuada de refinamento, com os exageros criativos do estilista de natureza camaleônica e exuberante, foi inspirada nas ilustrações de René Gruau. Na passarela, makes, cabelos, cenários remetiam às imagens do desenhista – modelos de lábios vermelhos, olhos delineados, sobrancelhas arqueadas e definidas, cabelos levemente ondulados. Penas, plumas, máscaras e redes inseridos em um espetáculo teatral e impactante com looks sensuais evocando as mulheres lânguidas, provocantes e refinadas retratadas pelo artista. Confira, na galeria, algumas imagens desse desfile.

 

#poramaisb
beth.poramaisb@gmail.com
bethbarramoda@gmail.com

 

Por A mais B celebra René Gruau (04/02/1909 - 31/03/2004): haute couture Dior, por Jhon Galliano, em janeiro de 2011, inspirada na obra do artista (Fotos: Reprodução e arquivo)
« 1 de 7 »
Categoria: Cult, Moda e Acessórios