Josep Font; sublime

josef_font_delpozo_0nv2017_post1

Por a mais B: Oh Vivre: Josep Font e o inverno 2017 Delpozo; arte, técnica em criações sublimes

josef_font_delpozo_post3Beth Barra

A Espanha é uma terra de designers geniais – dos quais Cristóbal Balenciaga (21/01/1895 – 23/03/1972) é o mestre e arquiteto da haute couture. Entre o preciosismo de um dos mais célebres designers espanhóis e ícones da moda madrilenha – como Roberto Verino e suas criações que envolvem heranças culturais do país entre decotes, laços, babados, sensualidade – estão nomes geniais como Josep Font, 48 anos, que desde 2012 é diretor criativo da Delpozo, fundada  por Jesus del Pozo. Ele assumiu a maison após a morte do criador (2011), quando foi comprada pelo grupo Perfumes y Diseño. A grife lança as duas principais coleções na Nova York Fashion Week e o inverno 2017 da marca traz as referências de arte que são matéria-prima de suas inspirações.

Graduado em Arquitetura pela Universidade de Catalunha, Josep Font estudou depois moda e design em Barcelona e utiliza técnicas de alta costura em suas criações – o que o tornou reconhecido como estilista ‘prêt-couture’. Para o inverno 2017 da Delpozo ele trouxe as formas arrendondas das esculturas de Max Bill e as cores de Rippl-Rónai – alguns dos trabalhos do pintor  integraram, ano passado, a exposição ‘O Triunfo da Cor, o Pós-Impressionismo’, no CCBB de São Paulo e na sequência, no espaço do Rio.

josef_font_delpozo_post7Tons do pintor húngaro, como o azul e o preto, surgem na aquarela do designer em formas arquitetônicas e limpas, mangas destacadas, texturas. Looks ora com volumes caprichosamente executados; ora em shapes mais próximos ao corpo; ora nos vestidos e saias destacando a cintura, ultrafemininos, especialmente nos florais.

Josep Font exerce esse fascínio de trabalhar silhuetas que trazem seu universo de arquiteto e também shapes delicados. É uma sedução criativa, perfeita na modelagem, corte e como ele migra, em suas coleções, da mulher easy chic – entre casacos, blusas, calças, vestidos- aos looks quase românticos na delicadeza de aplicações, bordados.

Peças construídas entre a ‘couture’ de formas e volumes com looks envolvendo cinturas, rodas amplas ou a graça cool de tricôs com aplicações em dueto com saias florais que escorregam pelo corpo. O inverno 2017 Delpozo por Josep Font traz esse encanto de múltiplas mulheres nas silhuetas, mas cada peça está conectada às inspirações da coleção – no caso, os artistas Max Bill e Rippl-Rónai- ambos ligados também ao design e à arquitetura. Criações que preservam as técnicas espanholas de costura, mas inovadoras no design

 

Ao assumir a direção criativa da Delpozo, Josep Font ajudou a internacionalizar a grife criada por Jesus del Pozo, filho de uma família abastada de Madri, nascido em 21 de dezembro de 1946. Quando morreu, em 13 de agosto de 2011, já era considerado um dos nomes da vanguarda de moda espanhola. Antes de criar sua grife, estudou engenharia industrial dois anos, largou o curso e fez arquitetura e design de mobiliário. Viajou pelo mundo para decidir seu futuro profissional. Em 1976, lançou sua primeira coleção masculina, em Paris.  Em 79, já se dedicava ao design feminino e estrou no ano seguinte na Passarela Cibeles. 

 

josef_font_delpozo_post8O estilista Josep Font, nascido em Santa Perpètua de Mogoda, que criou sua própria grife em 1991 e em 2008 desfilou sua haute couture em Paris por algumas temporadas, trabalha as cores em combinações vibrantes. Usa o preto de um jeito soberbo – nos vestidos com volumes, nos duetos de calças + top, nos dress que trazem um perfume oriental.

Ele costuma ser comparado ao mestre Balenciaga pelo domínio do corte, do movimento, das silhuetas ora leves; ora volumosas; da perfeição arquitetônica de mangas, decotes, assimetrias. Ou ainda o futurismo de Courregès. Mas Josef Font pode trazer a perfeição de mestres como esses, mas o faz em criações autorais. Daí uma coleção que inclui das formas arquitetônicas e jogos de cores também nas capas e casacos a listras, lurex, tule, brilho, brocados, bordados, florais.

Mais: as malhas de tricô com capuz ajustados à cabeça em looks sofisticados ou ‘quase casuais’ como o top com peplum + pantalona. Um designer espanhol, que assina as coleções de uma grife madrilenha ganhando o mundo e que se tornou referência do trabalho de uma nova geração de estilistas espanhois.

#poramaisb – coluna Oh! Vivre #bethbarra
beth.poramaisb@gmail.com
bethbarramoda@gmail.com

Leia MAIS
Oh! Vivre

josef_font_delpozo_post6

Por a mais B: Oh Vivre: Josep Font e as formas amplas ou esculturais; flores e bordados preciosos no inverno 2017 Delpozo (Reproduções)

josef_font_delpozo_post4

Por a mais B: Oh Vivre: Técnica de alfaiataria e perfeição de silhuetas pelo genial Josep Font; inverno 2017 Delpozo (Reproduções)

josef_font_delpozo_post2

Por a mais B: Oh Vivre: Inverno 2017 Delpozo por Josep Font; listas, brilho, volume, texturas e looks cinturira (Reproduções)

Os comentários estão desativados.

Categoria: OH! Vivre